Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

O Bar Globo da Praça Oito

Capa do Livro de Hélio de Oliveira Santos, 1978

O Bar Globo era um bar típico da época, com suas mesas de madeira, cadeiras também de madeira, sem nada de especial. Tinha na entrada uma porta tipo vai-vem, uns 15 metros de comprimento, por uns 6 de largura. Nos fundos ficava a cozinha, à direita, ficava um balcão tipo prateleira onde acima tinha a caixa registradora onde o Zé Gordinho ficava olhando o ambiente, sempre de charuto na mão (assim como o Eurico Rezende) dando baforadas, e também sempre com seu copo de cerveja ao lado, pois ele era um tremendo bebedor da dita cuja. No meio do bar, havia uma coluna que ia desde o chão até o teto, coluna esta de madeira.

Logo que o Zé Gordinho comprou o Globo, pendurou nesta coluna mais ou menos a uns 3 metros de altura, um bacalhau, bacalhau mesmo, de carne e osso, próprio para bacalhoada. Esse bacalhau ficou lá, pendurado meses. Entrava dia, saía dia e o bicho estava lá pendurado, duro, já escuro de tanta poeira, pedindo a Deus que o colocassem logo numa panela. Até que um dia entrou no Bar Globo o Roberto Ribeiro de Souza. O Roberto era frequentador do Globo, porém não era de beber, ia só bater papo com os amigos. Ele entrou, sério, não olhando, nem cumprimentando ninguém, parou em frente ao bacalhau, olhou-o bem, foi até a um canto onde era guardado o material de limpeza do bar, e apanhou um espanador, daqueles de cabo de madeira e penas de peru. E o Zé Gordinho na registradora só de olho no que Roberto ia fazer. Ele, sério como entrou, pediu uma cadeira emprestada a um dos fregueses (a casa estava cheia), encostou-a na coluna, subiu na cadeira e com o espanador começou a espanar o bacalhau. Saía poeira para todos os lados. A turma que estava no bar caiu na gargalhada. O Zé Gordinho, que estava na registradora quase teve um colapso. Não sabia se tomava o charuto e fumava o copo de cerveja ou vice-versa.

E Zé Gordinho berrava pro Roberto que se retirava, sério, sem ter dito uma palavra:

- "Seu Roberto, se o Sr. vem aqui para desmoralizar meu restaurante não precisa vir mais!" E por aí afora. E a turma morrendo de rir. Foi uma luta para acalmar o Zé Gordinho. E até hoje ninguém sabe onde foram parar o charuto e a garrafa de cerveja que ele estava fumando e tomando... Nós achamos que ele tinha engolido os dois.

 

Fonte: "Estórias de Boemios e Outras Estórias". Vitória - 1978
Autor: Helio de Oliveira Santos
Compilação: Walter de Aguiar Filho, maio/2012 

Matérias Especiais

General das Artes

General das Artes

Conheci, na casa de Homero Massena, anos 60, um amigo dele muito especial. Pessoa sensível, de fino trato, grande admirador da boa pintura e da Arte do mestre. Algumas vezes servi de mensageiro entre os dois, levando ao escritório do amigo, textos do Massena (muitas vezes assinados com pseudônimos: J. Prates, J. Carlos...) para que ele (diretor do jornal) providenciasse a publicação.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Comparações e fatos alusivos a Proclamação da República

Discurso proferido por Robero Brochado Abreu, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha - Casa da Memória, durante as comemorações da Proclamação da República

Ver Artigo
Praça Costa Pereira ou Independência?

Certa vez, de passagem pela Capital, um estrangeiro queixava-se: - A língua capixaba é muito difícil: escreve Costa Pereira e pronuncia-se Independência!

Ver Artigo
Ofícios reservados do príncipe regente D. Pedro I, 1822

Tenha sempre em vista como requisito essencial e objeto em que interessa à causa pública deste reino o exame e conhecimento dos sentimentos dos pretendentes

Ver Artigo
Vale do Mulembá

O Vale do Mulembá fica no bairro Joana D’arc, em Vitória, entre a Pedreira Rio Doce e o loteamento São José. O acesso é pela Rodovia Serafim Derenzi

Ver Artigo
Escolhendo panelas capixabas

Algumas panelas de barro produzidas no Espírito Santo estão ficando grossas, com queima incompleta e perdendo a cor negra profunda, tão característica. Isto se deve a fatores que pretendemos apontar

Ver Artigo