Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Ponga de Bonde – Por Edward Athayde D’Alcântara

João Simões (Cabeção) - Condutor de Bondes em Vila Velha, nos anos 40

Existe uma diferença entre carona e ponga. Carona é uma viagem consentida e ponga era o prazer de burlar a vigilância do condutor de bonde ou outro qualquer veículo. O ponguista tomava ponga exclusivamente para perturbar o condutor de bonde que ia ao seu encontro pelo estribo e quando estava prestes a pegá-lo, ele saltava e corria atrás para nova ponga na parada seguinte. A ponga era feita do lado contrário ao condutor. Quando ele conseguia dar a volta ao bonde, pela traseira ou dianteira, o ponguista saltava. A ponga não era feita por falta de dinheiro para pagar a passagem, era feita quase sempre por diversão, o que às vezes custava bons tombos e gente ralada.

Ah, se os pais soubessem! Era uma surra daquelas.

O interessante é que não conheci ninguém que ao crescer guardasse mágoa dos pais ou se traumatizasse pelas surras. A lembrança, em vez de mágoa, provoca saudades.

Nota do Site: João Simões (Cabeção) foi um famoso condutor de bondes de Vila Velha, saiba mais:http://www.morrodomoreno.com.br/materias/entrevista-do-site-morro-do-moreno-com-o-condutor-do-bonde-em-vila-velha-em-270405.html 

 

Fonte: Memória do Menino...e de sua Velha Vila, 2014
Autor: Edward Athayde D’Alcântara
Produção: Casa da Memória de Vila Velha
Compilação: Walter de Aguiar Filho, abril/2020

Curiosidades

Viagem de Pedro II ao Espírito Santo - Por Levy Rocha

Viagem de Pedro II ao Espírito Santo - Por Levy Rocha

Em Petrópolis, nos arquivos do Museu Imperial, fui encontrar, emocionado, os inéditos apontamentos manuscritos a lápis, em duas cadernetinhas de bolso, com desenhos da autoria de Pedro II

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Lembranças, Presentes e Souvenires do ES - Os 10 mais curiosos (1971)

Biscoitos Alcobaça.  São produtos da Fábrica Alcobaça, de propriedade da firma “Rami­ro S.A. Indústria e Comércio”, instalada no Município de Espírito Santo (Vila Velha), com depósitos em Vitória

Ver Artigo
Características Naturais do Espírito-Santense - Por Eurípedes Queiroz do Valle

1) A saudação. Trata-se de uma exclamação de cunho amistoso, usada para saudar amigos e conhecidos. É representada por um “Ei!” pronunciado com uma en­tonação especial de voz

Ver Artigo
Histórico dos Tamancos e Uma Guerra - Por Ester Abreu Vieira de Oliveira

Em tempos passados, o povo andava descalço e o tamanco se impôs como meio de proteção na realização de trabalhos agrícolas

Ver Artigo
Marta Wolkartt: Deus no Céu e Dona Marta em Santa Teresa

No distrito de Vinte e Cinco de Julho, Santa Teresa, a alemã Marta Wolkartt fez história no século XIX ao atuar como um 'coronel de saias' 

Ver Artigo
Banho na Maré – Por Edward Athayde D’Alcântara

Hoje, o local seria do outro lado onde está o Shopping da Costa. Brincávamos de “boto e tainha”

Ver Artigo