Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Pregões em Vila Velha

Pregões de Peixe

Em Vila Velha, na década de 20, os vendedores ambulantes tinham seu repertório especial para apregoarem suas mercadorias. Este modo pitoresco de anunciar seus produtos, na maioria das vezes, era inventado pelo anunciante (N.R.: Como existe hoje alguns ambulantes e feiras livres).

Havia em Vila Velha, ainda no tempo do cinema mudo, o "Cine Cici" de propriedade do Sr. Tinininho.

Neste cinema os seus frequentadores se deleitavam ouvindo melodias executadas pelo saudoso violonista Tanego Barros, com sua esposa Maria José, ao bandolim. Quanta poesia no passado!

A tarde dos dias em que os filmes seriam exibidos, saíam pelas ruas dois garotos portando um grande cartaz, com numerosos acompanhamentos de meninos e gritavam:

"É hoje no Cici... belíssimo drama em cinco atos... às 8 horas da noite..."

E assim apregoando o filme, ganhavam entrada para o cinema.

E o nosso vendedor de bilhetes de Loteria?

Jacob, sírio de nascimento, vindo para Vila Velha rapazinho com sua mãe, conhecida como "madama turca", dedicava-se à venda de bilhetes lotéricos, aqui e em Vitória. assim apregoava seus bilhetes:

"É o baru bra hoje... Federa..." que, "traduzindo" é o seguinte: É o peru pra hoje... Loteria federal...

Creoulinho esperto e bom negociador era o nosso vendedor de miúdos de boi. Seu pregão era cantado:

"Olha o bucheiro...
Cabeça de boi, passarinho,
ainda tem rabadinha..."

Diogo, pescador do século XIX assim anunciava seus peixes:

"Peixeirô...ô...ô...
É Diogo... gô... gô... " (N.R.: Seria no ritmo da Poeira da Ivete Sangalo, dos dias atuais?)

Ah Vila Velha! Quando seus antigos moradores imaginariam que sua modesta cidade pudesse se metamorfosear em quase uma metrópole? E seus pescadores, que sua Praia da Costa se transformasse num elegante bairro residencial e que suas cabanas tão depressa fossem substituídas por belíssimas e modernas residências?

 

Autor: Maria da Glória de Freitas Duarte
Fonte: Vila Velha de Outrora - Vitória - 1990
Compilação: Walter de Aguiar Filho,dezembro/2011

Vila Velha

Gil Vellozo - Relatório de Atividades Administrativas (1955-1959) - Parte I

Gil Vellozo - Relatório de Atividades Administrativas (1955-1959) - Parte I

Relatório apresentado à Egrégia Câmara Municipal de Vila Velha, em 30 de Janeiro de 1959, pelo Prefeito Municipal Antônio Gil Vellozo

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Festa da Penha – Por Edward Athayde D’Alcântara

A dispersão do povo residente em Vitória ou ao longo da linha de bondes ia até a madrugada; o bonde funcionava 24h

Ver Artigo
Vila Velha Deverá Mudar de Nome?

Atlanta tem apenas uma na América do Norte e passaria a ter uma na América do Sul. Parece-me que seria um curto e simpático nome para uma linda cidade

Ver Artigo
Vila Velha, a Cidade, sua História – Por Seu Dedê

O geólogo canadense Charles Frederick Hart, visitou Vila Velha no ano de 1865

Ver Artigo
O 23 de Maio de 1955 no Centro Cultural Humberto de Campos

Comemorações do 23 de Maio de 1955 no Centro Cultural Humberto de Campos  

Ver Artigo
O Futuro Nome de Vila Velha - Por Heribaldo Balestrero

Lembrei-me, então, de sugerir à Comissão o nome de EMBOABAS (do guarani Mboab) que significa aldeia de gente calçada, ou simplesmente calçados.

Ver Artigo