Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Impressões de Vitória – Por Taneco e João Bonino

Impressões de Vitória – Por Taneco e João Bonino

Dois homens, senhores do tempo, que acompanharam o desenvolvimento do Centro da Cidade

Viagem ao Espírito Santo (1888) - Princesa Teresa da Baviera (PARTE V)

Viagem ao Espírito Santo (1888) - Princesa Teresa da Baviera (PARTE V)

Barbas-de-velho (Tillandsia usneoides L.) deixavam os trançados em forma de barbas brancoprateadas caírem suspensos nos galhos das árvores

Por que Peroás e Caramurus? - Por Areobaldo Lellis Horta

Por que Peroás e Caramurus? - Por Areobaldo Lellis Horta

À garrida "oficialidade" ao passar a igreja da Misericórdia, onde está hoje o edifício da Assembléia, a guarda, postada à porta do Palácio, bradou "às armas" e o pequeno pelotão ali existente, formou, sob o comando de um sargento

Africanidade e pureza

Africanidade e pureza

Nos Barracões de Candomblé, a presença africana é percebida em quase todos os detalhes e aspectos

As nações de candomblé

As nações de candomblé

São várias as nações de Candomblé representadas no Espírito Santo, embora nem todas possuam Barracões abertos

Associações e federações de umbanda e candomblé

Associações e federações de umbanda e candomblé

São seis as associações e federações que congregam as comunidades de Candomblé e Umbandas capixabas

Macumba, Umbanda e Candomblé

Macumba, Umbanda e Candomblé

Durante a escravidão, os senhores, além de não entenderem as culturas africanas, também as desprezavam  

Guananira - Por Marilena Soneghet

Guananira - Por Marilena Soneghet

O Mestre Álvaro com ares de avô e, complacente olhar (põe chapéu, tira chapéu de nuvens, comandando as chuvas)...

Vitória - Cidade sol na década de 1920: economia, sociedade e cultura

Vitória - Cidade sol na década de 1920: economia, sociedade e cultura

Florentino Avidos (1924-1928), priorizou a ampliação da malha ferroviária, já iniciada por Nestor Gomes (1920-1924)

O Colégio dos Jesuítas – Outras obras

O Colégio dos Jesuítas – Outras obras

Não se sabe de onde veio o nome de Santiago dado à fundação jesuítica: se de alguma capelinha que existisse no local ou se traduzia uma recordação do dia em que talvez fosse abençoado o templo – vinte e cinco de julho de 1551

Leia mais artigos

Pesquisa

Facebook