Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Rota dos Vales e do Café – Diversão com golfe e vôo radical

O campo de golfe fica dentro do Hotel Fazenda Monte Verde

Para quem gosta de esportes, a cidade possui um dos mais belos campos para a prática de golfe e uma rampa de vôo livre

Município de clima ameno, com média de 20 graus, a bucólica Vargem Alta encanta o turista com lazer diferenciado. A cidade possui um dos mais belos campos de golfe do Estado e ainda conta com rampa de vôo livre com acesso asfaltado.

Aberto para o público em geral, o campo de golfe fica nos domínios do Hotel Fazenda Monte Verde. Para jogar, o visitante pode fazer aulas particulares, a partir de R$ 50, ou ter o "handicap", um sistema que confere tacadas de bonificação ao jogador menos experiente para serem descontadas ao término do jogo. É possível alugar equipamentos e carrinhos.

O campo fica aberto das 8h às 16h30, todos os dias da semana. Além do golfe, o hotel oferece trilhas que levam às cascatas e aos pontos mais altos da montanha. Os chalés estão voltados para o lago que centraliza a área do hotel, aberto à visitação das 7h às 17 horas, todos os dias. O visitante paga somente o que consome.

Para quem gosta de esportes radicais, o município oferece, no Mirante Alto Formoso uma vista privilegiada e rampa de vôo livre com acesso asfaltado.

Na pista, é possível contemplar as regiões mais baixas e litorâneas, com vista da cidade de Cachoeiro de Itapemirim e do Pico do Itabira. Há também uma pizzaria no local, que fica localizado às margens da rodovia ES-164. Para agendar o vôo, é necessário ligar para o telefone (28) 3522-1375.

Outro destaque do município é a culinária tipicamente vargem-altense, com pratos como a galinha caipira com polenta, feijoada e outros feitos com derivados da carne de porco. Entre outros produtos da região, na cidade são encontrados também pães, cachaças, licores, doces e vinhos de frutas.

A criação do município teve origem nas últimas décadas do século XIX, quando foi fundada a Fazenda Prosperidade, chegando a produzir, pelas mãos de escravos, cerca de 25 mil arrobas de café.

Na margem oposta à da Fazenda, foi criado um núcleo de colonização, que, com a mão de obra de imigrantes, a cultura do café se desenvolveu e impulsionou a colonização.

Hoje, a economia do município baseia-se no cultivo do café e na extração de mármore e granito.

Atrações

Show de luzes no Natal

No período de Natal, a cidade se ilumina para receber os visitantes no Natal Luz, que neste ano começa a partir do dia 1°/12. O Centro fica todo iluminado, com bonecos de neve, árvores e presépios, entre outros enfeites, tudo no melhor clima natalino.

Carnaval é na rua

O Carnaval também ganhou destaque e tem nome próprio em Vargem Alta: é o Carnaval nas Montanhas, que é um animado desfile de blocos nas ruas, reunindo milhares de pessoas a cada edição, com o charme do clima de montanha.

Encontro de motos

Vargem Alta é ponto de encontro de motociclistas de todo o Brasil, onde acontece o Cabeça de Porco Moto Fest, que neste ano, será nos dias 9, 10 e 11 de dezembro. O encontro será no Parque de Exposições e terá churrasco gratuito, shows e porco no rolete.

RAIO X

Vargem Alta

> POPULAÇÃO: 19.130 habitantes

> ÁREA territorial: 414.739 km2

> DISTÂNCIA até a capital: 136 km

> PIB: R$ 197.033

Visão privilegiada do mar

Município encravado nas montanhas capixabas, Vargem Alta tem vários mirantes, que proporcionam vista até do mar, a 40 quilômetros de distância Além de mirantes, a região é bem servida de cachoeiras.

O principal mirante é o São Carlos, que permite a visão do mar e da Pedra Azul, do Pico do Forno Grande e do Frade e a Freira.

Outra opção é o Mirante Alto Formoso, com rampa de vôo livre. Já o Mirante da Santinha é parada obrigatória para quem passa pela ES-375, com belos locais para fotografias.

Cachoeiras também são o forte de Vargem Alta. A mais conhecida é a Cachoeira do Caiado, que conta com uma prainha e atrai turistas de todas as regiões. São duas belas quedas d'água de aproximada-mente 10 metros, que se formam em um trecho de corredeiras no interior da floresta.

Em volta da cachoeira, há um bar, com mesas, churrasqueiras e até chalés para hospedagem do visitante.

Outra cachoeira de destaque é a da Concórdia, com queda principal de cerca de 20 metros. O cume da pedra é alcançável por uma trilha, onde pode-se conhecer outras corredeiras e piscinas naturais. No local, há serviço de bar em área de lazer com churrasqueiras e de hospedagem. É excelente local para banho, inclusive para crianças.

A Cachoeira do Eloy também encanta, no meio da floresta.

 

Fonte: Jornal A Tribuna – A Rota dos Vales e do Café, Lugares, 06/11/2011
Produção: Dinâmica de Comunicação
Contatos: 3232-5934 - imoveis@redetribuna.com.br
Jornalista responsável: Fabiana Pizzani
Edição: Erika Santos
Revisão: Márcio Rocha
Reportagem: Beatriz Seixas, Joyce Meriguetti, Luísa Buzin e Luísa Torre
Diagramação: Eliene Soares
Tratamento de imagens: Renan Martinelli
Compilação: Walter de Aguiar Filho, outubro/2016

O Reinado do Café no ES

Pesquisa

Facebook

Matérias Relacionadas

Rota dos Vales e do Café – Casas de grandes personalidades

A história de ícones da cidade, como Roberto Carlos e Rubem Braga, está preservada nas residências onde eles iniciaram as trajetórias 

Ver Artigo
Rota dos Vales e do Café – Points de Verão e Cultura

Mas não só as praias que se destacam em Marataízes. O município foi importante rota de escoamento de café produzido no Sul do Estado, no período colonial

Ver Artigo
Rota dos Vales e do Café – Casarões contam muitas histórias

Mimoso do Sul, Vargem Alta e Muqui se destacam por seus prédios antigos dos tempos áureos do ciclo do café no Estado  

Ver Artigo
Rota dos Vales e do Café – Fazenda Independência

Para uma experiência de imersão no universo de época do ciclo do café, nada melhor do que se hospedar em um casarão antigo como a sede da Fazenda Independência, em Mimoso do Sul

Ver Artigo
Rota dos Vales e do Café – Palacete Bighi

Palacete Bighi Construído em 1928, o palacete é uma das edificações mais importantes de Muqui

Ver Artigo
Rota dos Vales e do Café – Fazenda Santa Rita

A 11 quilômetros de Mimoso do Sul, a Fazenda Santa Rita conta a história do passado de Muqui, e foi adquirida pela família Monteiro Lobato nos anos 1980

Ver Artigo
Rota dos Vales e do Café – Casa da Família Villela

Construído em meados de 1921, o casarão verde que pertence até hoje à família Villela já aparecia em fotos antigas do centro de Muqui, próximo à Praça Municipal

Ver Artigo
Rota dos Vales e do Café – Tradição e cultura em um só lugar

O casarão foi construído em meados do século XIX, durante o período áureo do café, pela família Silveira. Desde então, já funcionou como pousada de tropeiros, pensão e farmácia

Ver Artigo
Rota dos Vales e do Café – ES é o segundo maior produtor

O Espírito Santo se mantém como um dos principais produtores de café, mesmo depois de mais de 150 anos do início do cultivo

Ver Artigo
Rota dos Vales e do Café – Fazendas antigas e natureza exuberante

Mimoso do Sul é o município com o maior número de fazendas históricas do ciclo do café no Estado. Ruas calmas, pessoas hospitaleiras e culinária peculiar vinda dos imigrantes libaneses e italianos 

Ver Artigo
Rota dos Vale e do Café - Uma terra de riquezas e progresso

Foram criadas fazendas, vilarejos e mais tarde as cidades, que ainda hoje preservam as lembranças dos tempos áureos do café por meio de monumentos arquitetônicos

Ver Artigo