Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Vitória do Espírito Santo

Porto de Vitória 1925

Veja como Haydée Nicolussi (1905-1970), poeta e cronista, descreve a cidade de Vitória em 1928, inaugurando a poética modernista em terras capixabas:

Vitória do Espírito Santo

"Cidadezinha azul, liliputiana,
cidade de gravura suíça ou italiana,
cidade pequenina,
brincando junto às ondas como uma criança,
com a pontinha dos pés roçando a água mansa
e o céu quase roçando com a fronte das colinas.

Quando a caravana dos navios
vem chegando, de longe, rastejando,
pelos mares bravios,
o Estrangeiro levanta o olhar cansado
de ver o céu deserto e o deserto no mar,
e, num êxtase acordando,
olha a terra como um oásis abençoado!

E ante a cidade-flor, miniatural, vivente,
sente o cálido anseio de tatear
a pelúcia dos musgos nas pedreiras,
os leques nosvos das palmeiras,
as águas da baía transparente,
e tatear
as casinhas, os carros pequeninos
da cidade-tetéia
onde só deviam morar bonecas e meninos.

Que pena imaginar
que a cidade-tetéia
um dia há de crescer
e há de ter 
torres, arranha-céus, ousados, atrevidos,
para cravar
as unhas de aço contra os céus polidos...

Que pena imaginar
que o mar irá baixando a voz cantante,
vendo-a bramir o jazz alucinante
das grandiosas metrópoles crescidas,
que pena ver o mar envergonhado
de soluçar uma canção qualquer,
depois de tantos anos ter acalentado
a cidade-menina que se faz mulher..."
(...)

Publicado originalmente em Vida Capichaba, Vitória, janeiro de 1928.
Trecho do livro "Vitória, Cidade Portuária", de Francisco Aurélio Ribeiro.

 

LINKS RELACIONADOS:


>> 
Francisco Aurélio Ribeiro 
>> Fotos de Vitória Antiga 



GALERIA:

📷
📷


Matérias Especiais

O largo do cuspe – Por Serafim Derenzi

O largo do cuspe – Por Serafim Derenzi

O edifício velho, mas nobre, foi indicado para sede da Academia de Letras, museu, pinacoteca, enfim, para atividades culturais que a cidade reclama

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

De vento em popa

Era uma atração; um programa pra lá de quente quando, nas manhãs de domingo aconteciam, na baia de Vitória, lá pelos anos 55... 60... as concorridas regatas a remo

Ver Artigo
Referências bibliográficas do livro

Já vi quem iniciasse a leitura de um livro pelas suas referências bibliográficas. Para os macróbios da historiografia será de grande valia

Ver Artigo
Massena e Fanzeres - Mestres da Arte no ES

Levino Fanzeres, pintor de renome nacional, visitava o boêmio Homero Massena em Vila Velha, que recebia também Hélios Selinger, o grande simbolista brasileiro

Ver Artigo
Segunda Viagem ao Interior do Brasil. Espírito Santo

Esse lugar (Lagoa Juparanã) será, certamente, então, um dos mais bellos do imperio do Brasil 

Ver Artigo
Edificações de Vitória

Preservando a memória do Centro, Vitória guarda também o Teatro Carlos Gomes, a sede do Palácio Anchieta, o Mercado da Capixaba, o Teatro Glória, o Arquivo Municipal, o Palácio Domingos Martins

Ver Artigo