Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Demarcação de limites com Minas Gerais

Capa do Livro Pré-Memória do Governador Silva Pontes - IHGES

Ou porque fosse tarefa muito de seu agrado ou porque trouxera recomendações de dar pronta execução ao plano – parece que de inspiração de Rodrigo de Sousa Coutinho, que passa por ter sido protetor do novo chefe do executivo espírito-santense – o certo é que Silva Pontes agiu com presteza inusitada.

Sete meses e dias depois de sua posse, já havia demarcado os limitesentre esta capitania e a de Minas Gerais, assinando o respectivo auto aoito de outubro de 1800, juntamente com o representante do governo mineiro.(6)

Embora, posteriormente, o documento viesse a ter importância maior, pelasinformações lindeiras que contém, na hora em que foi assinado visava, apenas, os “efeitos de se estabelecerem os registos e destacamentos respectivos segundo as reais ordens do P.R.N.S. [Príncipe Regente Nosso Senhor], e a vantajosa comunicação de correios para os povos do interior com as regiões marítimas”.(7)

O traçado de limites objetivava estabelecer as jurisdições fiscais das duas capitanias para a conseqüente cobrança de impostos.

 

NOTAS

(6) - O governador e capitão-general da capitania de Minas Gerais era Bernardo Joséde Lorena, representado no ato por João Batista dos Santos e Araújo, tenente-coronel do 3.°Regimento de Cavalaria de Milícias da comarca de Vila Rica.

(7) - Auto de demarcação de limites, in RIHGB, XIX, 193.)

 

Fonte: História do Estado do Espírito Santo, 3ª edição, Vitória (APEES) - Arquivo Público do Estado do Espírito Santo – Secretaria de Cultura, 2008
Autor: José Teixeira de Oliveira
Compilação: Walter Aguiar Filho, abril/2018

História do ES

Carta patente dada ao capitão de Infantaria, Francisco de Albuquerque Teles, e por el-rei D. Pedro, 1696

Carta patente dada ao capitão de Infantaria, Francisco de Albuquerque Teles, e por el-rei D. Pedro, 1696

1696. Carta patente dada ao capitão de Infantaria, Francisco de Albuquerque Teles, e por el-rei D. Pedro, em que se provia[m] seus serviços na ilha do Funchal e na capitania de Cabo Frio, dando dela notícias históricas de muito valor

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Juízes de direito na Província do Espírito Santo

Reunimos, pois, sob a forma de uma sinopse, aquilo que pode demonstrar à evidência a província do Espírito Santo, baseando assim em documentos e em trabalhos de própria lavra e que aqui descrevemos

Ver Artigo
O recrutamento do Ururau - 1827

Gravíssimo incidente abalou o Espírito Santo quando da passagem, pelo porto de Vitória, do brigue de guerra Ururau, em 1827

Ver Artigo
O Espírito Santo na 1ª História do Brasil

Pero de Magalhães de Gândavo, autor da 1ª História do Brasil, em português, impressa em Lisboa, no ano de 1576

Ver Artigo
Dia do Capixabismo – Por Francisco Aurélio Ribeiro

O dia de hoje deveria ser feriado estadual e não apenas municipal. O capixaba tem baixa auto-estima e pouco sabe de sua história e de sua cultura

Ver Artigo
Mês da Colonização do Solo Espírito-Santense

O site Morro do Moreno irá publicar matérias especiais sobre a Colonização do Solo Espírito Santense, comemorado em 23 de maio

Ver Artigo