Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Mais sobre o Ururau - Por Basílio Daemon

São Jorge

No domingo 20 de dezembro de 1863 é trasladada da cadeia desta capital, onde se achava há trinta e seis anos, desde 1827, a imagem de São Jorge que servira nas procissões de Corpus Christi, e que ali ficara desde o célebre recrutamento feito naquela época por ordem do ministro da Guerra, conde de Lajes, e quando aqui chegara o Ururau, que seguiu para a Corte com os recrutados a 4 de julho, sendo então presidente da província o bacharel Inácio Acióli de Vasconcelos.

Ao visitar a cadeia o então chefe de Polícia, bacharel Eduardo Pindaíba de Matos, ali dera com a imagem, o que sabendo o deputado Horta de Araújo se entendera com o presidente a fim de ser dali transferida o que com efeito se realizou no dia acima mencionado, indo a cavalo a imagem e com grande acompanhamento, havendo Te Deum e sermão pregado por frei João Nepomuceno Valadares.

 

Nota: 1ª edição do livro foi publicada em 1879
Fonte: Província do Espírito Santo - 2ª edição, SECULT/2010
Autor: Basílio Carvalho Daemon
Compilação: Walter de Aguiar Filho, junho/2019

Curiosidades

De um céu sempre azul - Por Marlusse Pestana Daher

De um céu sempre azul - Por Marlusse Pestana Daher

Os "lambe-lambes", que entregavam fotos de tal qualidade que contam hoje com mais de setenta anos em perfeito estado

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Circo em Vila Velha no tempo do Seu Dedê

Os circos eram montados no largo destinado à Praça Duque de Caxias 

Ver Artigo
A Iluminação de Vitória no Século XIX – Por Elmo Elton

A iluminação pública a eletricidade foi inaugurada, em Vitória, a 25 de setembro de 1909

Ver Artigo
Hospedaria de Imigrantes da Pedra D’Água - Edifício Histórico de Quarentena

Para receber os imigrantes era indispensável a construção de uma hospedaria para alojá-los no período de quarentena

Ver Artigo
Inhoá – Por Edward Athayde D’Alcântara

Era uma comunidade de pescadores, vivendo harmoniosamente, embora a falta de conforto naqueles pequenos barracos

Ver Artigo
Banho na Maré – Por Edward Athayde D’Alcântara

Hoje, o local seria do outro lado onde está o Shopping da Costa. Brincávamos de “boto e tainha”

Ver Artigo