Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

O cacau em Linhares

Cacau de Linhares

A cidade de Linhares, no Norte do Espírito Santo, é famosa por ser o maior produtor de cacau no Estado. E a produção desse fruto, que dá origem ao chocolate, produziu também muitas riquezas e poder.

As grandes fazendas de cacau foram responsáveis pela ascenção econômica e política de produtores.

O baiano Filogônio Peixoto, que era um próspero fazendeiro, mas não residia em Linhares, foi o primeiro proprietário da Fazenda Maria Bonita, localizada no baixo Rio Doce, considerada até hoje a maior propriedade cacaueira do Espírito Santo.

Em outra época, essa mesma fazenda pertenceu ao ex-governador José Moraes, que chegou a construir até um campo de aviação na propriedade - que hoje está desativado.

Atualmente, a Fazenda Maria Bonita pertence ao produtor rural Jairo Corrêa. Nela estão plantados cerca de 400 mil pés de cacau.

O também baiano Manoel Salustiano de Souza, amigo de Filogônio Peixoto, foi outro produtor rural que deixou sua marca como grande cacauicultor. Ele foi eleito o primeiro prefeito de Linhares.

Manoel Salustiano era sogro de Emir de Macedo Gomes, outro grande produtor rural que fez fortuna ao explorar a lavoura cacaueira e que também assumiu o cargo de prefeito da cidade.

Entre os produtores do fruto que alcançaram sucesso na política está ainda Waldemar Borges da Silva, um próspero fazendeiro que também veio da Bahia.

Ao adquirior terras, tornou-se proprietário de seis fazendas que possuem uma área total de 400 hectares e tem 300 mil pés de cacau plantados. Waldemar Borges foi vereador por três mandatos e secretário de Agricultura.

Já o produtor rural Emir de Macedo Gomes Filho seguiu os rumos do pai na lavoura de cacau e na poítica.

Curiosidades

A partir de 1916, o governo do Estado, através de Bernardino da Costa Monteiro e do secretário de Agricultura da época, Nestor Gomes, passou a incentivar a cacauicultura no baixo Rio Doce.

O governo fez o recenseamento de terras, o que ajudou os produtores a desenvolver a cultura do cacau na região.

No ano seguintem, chegou ao município o baiano Filogônio Peixoto, próspero fazendeiro do sul da Bahia.

Ele deu novos rumos à cultura do cacau na região e foi considerado o patrono da lavoura cacaueira nas imediações do Rio Doce.

Já em 1921, Nestor Gomes sancionou uma lei concedendo terras aos agricultores que se dedicassem à cultura do cacau.

Com isso, as lavouras se expandiram e se tornaram referência econômica, social e política para Linhares - posição na qual permanecem até os tempos atuais.

Fonte: A Tribuna (22/02/2009).

LINKS RELACIONADOS:

 Linhares

Curiosidades

Piúma, a cidade das conchas

Piúma, a cidade das conchas

Mais de 200 famílias sobrevivem da arte das conchas no município do Sul do Estado. Produto é exportado para vários países

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Os ossos do Padre Anchieta, por Rubem Braga

Uma carta me chega de Cachoeiro de Itapemirim. O missivista propõe que eu o ajude a rechaçar as pretensões paulistas sobre os ossos do padre Anchieta

Ver Artigo
O Parque Real da Regência Augusta

Proposta revolucionária do Governador Silva Pontes de criação de uma reserva florestal

Ver Artigo
Eduardo Wilberforce adentrando na Baía de Vitória em 03/09/1851

Afonso de E. Taunay publicou no JORNAL DO COMÉRCIO de 26 de agosto de 1945, sob o título "IMPRESSÕES DE VITÓRIA E SEUS ARREDORES (1850)"

Ver Artigo
A primeira boiada – Por Serafim Derenzi

A capacidade de Francisco Alberto Rubim excedia em muito aos recursos da Capitania e ao interesse teórico da Metrópole

Ver Artigo
O Século XIX e a Fronteira com Minas Gerais

Não se avaliava o incalculável prejuízo oriundo do leviano auto assinado pelo mineiro de Mariana, a serviço no Espírito Santo

Ver Artigo