Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Pedra do Cruzeiro - Seu Por Dedê

Pedra do Cruzeiro, 1950

Localizada no Sítio Histórico da Prainha é também conhecida como Pedra de Nossa Senhora. A pedra possuía no seu topo um majestoso cruzeiro edificado pelos primeiros povoadores. Aos domingos, dias santos e feriados, era comum os moradores subirem o morro (pedra) em busca de paz ou simplesmente para apreciar a interessante vista da Baía de Vila Velha e seus arredores. Hoje, ainda restam as ruínas deste importante macro histórico de nossa cidade.

 

Nota 1: O autor era carinhosamente conhecido por Seu Dedê

Nota 2: O Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha - Casa da Memória de Vila Velha, em 2016, reconstruiu todo cruzeiro resgatando toda sua história

 

Fonte: Memória do Menino... e de sua Vila Velha – Casa da Memória Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha-ES, 2014.
Autor: Edward Athayde D’ Alcântara
Compilação: Walter de Aguiar Filho, junho/2020

Monumentos

100 Anos do Parque Moscoso

100 Anos do Parque Moscoso

Em maio de 1912 era inaugurado pelo presidente Jerônimo de Souza Monteiro a praça Moscoso, no local do antigo Campinho, após as obras de drenagem e ajardinamento do local

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Monumento a Domingos Martins

Seu busto de bronze amparado pela liberdade, representada por uma figura de mulher, também de bronze, sobre um pedestal de granito, está localizado na Praça João Clímaco

Ver Artigo
Monumento a Florentino Avidos

Presidente Avidos governou o Estado no quatriênio 1924 – 1928

Ver Artigo
Praça Oito de Setembro

O cronista Eugênio Sette, dizia que "... a Praça Oito parece uma mulher dama muito vivida, muito experimentada, que não arrepia carreira, nem se encabula com uma piada mais grosseira. Já viu tudo. E, por isso, aguenta firme, consciente do seu papel."

Ver Artigo
O Teatro Carlos Gomes de Vitória - Por Gabriel Bittencourt

O Carlos Gomes era, até pouco tempo, o único teatro de Vitória em funcionamento; mas não é a nossa primeira sala de espetáculos

Ver Artigo
O Itabira e o Frade e a Freira - Por Gabriel Bittencourt

O Itabira: esguio monólito que os cachoeirenses fizeram símbolo da cidade, e os intelectuais de sua Academia de Letras transformaram-no no seu escudo e emblema

Ver Artigo