Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Visitas ilustres ao Convento

Presidente Getúlio Dornelles Vargas

No passado, o Convento registrou como principal visita, a presença de Sua Majestade, o Imperador Dom Pedro II e da Imperatriz Dona Teresa Cristina. O Imperador, com a comitiva, subiu, foi ao terraço onde todos se extasiaram com a beleza da paisagem vista do alto. Naquela ocasião, Sua Majestade deixou registrados como lembrança, os nomes do imperial séquito, em folha do livro de ouro.

Convento de N. Snra da Penha, 28 de janeiro de 1860, Dom Pedro e Imperatriz.

Outras visitas ilustres estão registradas no livro, são elas:

- D. Josefina da Fonseca Costa, dama de S. M. a Imperatriz.
- João de Almeida Pereira Filho - ministro do império.
- Visconde de Sapucaí - camarista.
- Luiz Pedreira do Couto Ferraz - viador (empregado antigo da superior casa real).
- Antônio Manuel de Melo - guarda roupa.
- Francisco Bonifácio de Abreu - médico da Imperial Câmara.
- Antônio José de Melo - capelão.
- Tobias Rabelo Leite - oficial de gabinete.
- Outras assinaturas, em novas folhas, são dos oficiais e membros da comitiva e oficiais da Fragata "Amazonas". Por fim, assinou também o comandante da galeota "Pirajá" que transportou Suas Majestades da Vila da Victória, até o porto da Penha, ou Prainha.

Registramos no século vinte, vários religiosos vindos da capital do país, o Rio de Janeiro, dentre eles estava o chileno frei Mojica, famoso como sacerdote cantor, de linda voz que fez questão de conhecer o Convento de Vila Velha.

Além dessas mencionadas, vieram visitar o Convento da Penha outras autoridades de grande importância:

- Presidente do Brasil Artur Bernardes e comitiva em 27 de junho de 1926.
- Bispos Dom Benedito Alves de Souza e Dom Manoel Gomes de Oliveira em novembro de 1926.
- Getúlio Dornelles Vargas, Presidente do Brasil em 23 de agosto de 1933.
- Presidente General Eurico Gaspar Dutra com seus ministros Clemente Mariani e Clóvis Pestana em 10 de setembro de 1949.

 

Livro: O Anacoreta - revisitando a história do CONVENTO DA PENHA, 2008
Autor: Jair Santos
Compilação: Walter de Aguiar Filho, janeiro/2013 

Convento da Penha

Origem de relíquia desafia os especialistas

Origem de relíquia desafia os especialistas

Num penhasco com vista e natureza privilegiada está localizado o Santuário de Nossa Senhora da Penha, fundado por Frei Pedro Palácios que aqui chegou em 1558, trazendo consigo o Painel de Nossa Senhora das Alegrias cuja a autoria ainda não foi desvendada. No entanto, a filiação do quadro à escola de pintura de Castela é uma chave para se interpretar alguns elementos da sua composição.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Convento da Penha – Por Maria Stella de Novaes

Peregrino, contempla o augusto monumento  da terra capixaba. Ali, vive a rezar, em hosanas de glória, ou rudez do tormento, o coração de um povo!

Ver Artigo
História da Festa da Penha

A Festa da Padroeira dos capixabas sempre foi o principal acontecimento religioso de Vila Velha. Segundo a Lei nº 7, de 12/11/1844, o dia da Festa da Penha passou a ser considerado feriado em toda a Província do Espírito Santo

Ver Artigo
A Festa da Penha

Segundo o historiador, já no século XVII, existia hospedagem para romeiros. Frei Basílio cita Gomes da S. Neto, historiador (1888)

Ver Artigo
A Festa da Penha

A primeira Festa da Penha foi realizada ainda em vida de Frei Pedro Palácios. Escolheu ele a segunda-feira depois da dominga de Pascoela, dia consagrado à devoção franciscana de Nossa Senhora dos Prazeres

Ver Artigo
As Festividades da Penha – Por Heribaldo Lopes Balestero

Gottfrio Alberto Anders prestou homenagem à memória de Frei Pedro Palácios, inaugurando-lhe a estátua na praça fronteira ao pórtico, na Prainha

Ver Artigo