Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Descoberta de relíquias em Vila Velha

Igreja do Rosário - 2013

A descoberta de um documento antigo do Vaticano comprovou a existência de restos mortais de dois santos na Igreja do Rosário, localizada na Prainha, em Vila Velha.

O pergaminho foi encontrado por um fiel no lixo, durante a reforma do local em 1990, e só agora chegou às mãos da Igreja. Pequenos fragmentos dos ossos de São Liberato e São Colombo estavam na chamada Pedra d'Ara, que fica no altar.

Segundo o pesquisador Jair Santos, que fez a descoberta, o documento, em latim medieval, possui os selos e símbolos do cartório eclesial do Vaticano e data de 1771.

"Isso é fonte primária da história da Igreja no mundo, que está sendo contada agora, aqui em Vila Velha. O documento também ajuda a comprovar a data em que esta igreja foi elevada a paróquia", disse.

Ele contou que era costume da Igreja Católica dar a Pedra d'Ara com relíquias, fragmentos de ossos ou roupas de santos e mártires, sempre que uma igreja se tornava paróquia.

"No caso do Brasil, a pedra vinha de Portugal vazia, junto com o donatário, e depois o Vaticano enviava as relíquias e o documento. Estudos apontam que a Igreja do Rosário, construída em 1565, virou paróquia em 1750, e esse documento comprova isso", disse.

O fiel que encontrou o documento o guardou em sua casa por mais de 10 anos. No último mês de junho, ele leu o livro "A Igrejinha do Rosário e a presença de Vasco Fernandes Coutinho", escrito por Jair, contando a história do local, e se deu conta da importância do pergaminho.

Foram mais de três horas para abrir a pedra e comprovar a existência de pequenos fragmentos. Eles foram analisados na Clínica Radiológica Santa Ana, que comprovou que se tratam de ossos.

"Isso não altera nada. Todo altar tem relíquias. O importante é que o documento confirma o ano possível do decreto da paróquia, que queríamos descobrir. Ainda estamos finalizando estes estudos", contou o frei Ladir Antoniazzi, responsável pela Igreja.

O resultado das pesquisas será apresentado ao público no dia 7 de outubro de 2005, dia de Nossa Senhora do Rosário.

A assessoria de comunicação da Arquidiocese de Vitória informou que a descoberta não foi comunicada oficialmente, mas confirmou que a prática de presentear as novas paróquias com pedra e relíquias era comum.

 

Fonte: Jornal A Tribuna - 19/08/2005
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2012



GALERIA:

📷
📷


Vila Velha

Ensaios Sobre os Alagamentos do Município de Vila Velha

Ensaios Sobre os Alagamentos do Município de Vila Velha

Para falarmos sobre os alagamentos em Vila Velha, precisamos primeiro conhecer sua situação em relação ao nível do mar

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Estatuto do Clube dos 40 – Parte I

O Clube dos 40, fundado em 08 de fevereiro de 1939, nesta cidade de Vitória, Capital do Estado do Espírito Santo

Ver Artigo
Estatuto do Clube dos 40 – Parte II

O Clube será administrado e dirigido por uma Reitoria composta de cinco membros seguintes 

Ver Artigo
Carnaval antigo de Vila Velha

O Carnaval de Vila Velha também tem a sua tradição. Logo no seu início as mulheres não se fantasiavam, porém os homens caprichavam para apresentar fantasias caras ou extravagantes

Ver Artigo
Primeiras escolas de Vila Velha

Junto à pedra do Cruzeiro, na Prainha, onde hoje temos a guarita da Marinha, está o casarão que abrigou a Escola Pública da antiga rua São Bento. Localizada na orla da Prainha, ficava a Escola Pública para meninos. A casa foi demolida por volta de 1920 pelo prefeito Antônio Athayde, na execução das primeiras obras de urbanização da cidade. Tratava-se da sala da residência do professor.

Ver Artigo