Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Antônio Francisco de Athayde

Antônio Athayde

Antônio Francisco de Athayde foi prefeito de Vila Velha entre 1918 e 1921. Inicialmente ocupou-se com o saneamento público, fazendo vigoroso combate aos mosquitos que proliferavam nos locais insalubres. Melhorou o traçado da rua Luiza Grinalda, eliminando a área em que os moradores jogavam lixo. Limpou e retificou o canal da Enserica, tido como o maior foco de mosquitos. Providenciou o serviço de recolhimento de lixo domiciliário por meio de veículos, com encaminhamento para vazadouro adequado. Proibiu a venda de peixe em locais impróprios e estabeleceu local adequado para esse comércio alugando um pequeno chalé na Prainha, providenciando as instalações adequadas para esse fim.

Na urbanização, desapropriou e demoliu sete casas velhas que ocupavam a orla da Prainha, construídas fora do alinhamento. Executou serviços de paisagismo e melhorou a iluminação da nova avenida na orla da enseada.

Construiu o cemitério em Coby, para melhor atender as pessoas daquela região.

Organizou o Arquivo Municipal para a guarda dos documentos da cidade e fez o primeiro recenceamento da população rural. Inaugurou luz elétrica em Argolas e regularizou o abastecimento de carnes. Na sede e arredores, deu nome a todas as ruas, colocou placas de numeração e fez a atualização cadastral. Foi atuante na melhoria da instrução pública e nos serviços de profilaxia em geral.

Em 28 de abril de 1922, doou o auxílio de 4% sobre a renda municipal para a Santa Casa de Misericórdia da capital, que continuou sendo recolhido regularmente.

 

Fonte: Fonte: Vila Velha – Onde começou o Estado do Espírito Santo, 1999
Autor: Jair Santos
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2010 



GALERIA:

📷
📷


Personalidades Capixabas

Maria Stella de Novaes: consciência e crítica

Maria Stella de Novaes: consciência e crítica

Seus 85 nos são de lucidez e seu depoimento relembra os anos de paciência e perseverança dedicados à preservação da memória espírito-santense

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Um professor esquecido nos anais da história do Espírito Santo José Ortiz

“O ensino é filho da vocação e não o sacrifício de uma vontade escravizada à necessidade de substituir ou ao desejo de lucro.” – José Ortiz

Ver Artigo
Augusto Ruschi

Na natureza tudo e todos são interdependentes; assim, a sobrevivência de todas as espécies, inclusive o homem, só pode ser conseguida através do entendimento desta interdependência

Ver Artigo
Roland Feiertag

Fez o curso primário no Grupo Escolar Nestor Gomes e o 2º Ciclo na Escola Normal João Bley, ambos em Castelo

Ver Artigo
Biografia de dona Domingas - Prefácio Padre Roberto

Apresentação do livro de Estêvão Zizzi sobre a biografia de dona Domingas feita pelo Padre Roberto

Ver Artigo
Judith Castelo Ribeiro

Eram treze irmãos. Todos vieram do interior e ficaram numa casa de sobrado, na extinta Rua José Marcelino

Ver Artigo