Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Rua Comandante Duarte Carneiro - Por Elmo Elton

Rua Comandante Duarte Carneiro, paralela ao Palácio Anchieta, se estendendo até quase a entrada do Viaduto Caramuru - Google Maps

Aberta no governo de Florentino Avidos. Começa na Praça João Clímaco e termina na Rua Francisco Araújo, quase à entrada do viaduto, que liga esta última à Dom Fernando. Para que fosse possível a abertura dessa artéria construiu-se um muro de arrimo, do lado direito, para a contenção do terreno onde se erguem os prédios que dão frente para a João Clímaco. Construiu-se, também, um outro muro, alto e de pedra, para sustentação de parte do terreno fronteiro à igreja de São Gonçalo. Esse terreno formava uma barreira (a barreira do São Gonçalo, como a ela se referiam os antigos moradores da redondeza), a mesma se alongando até a Rua Francisco Araújo, estreitando-a. Hoje, a Duarte Carneiro dispõe de boas residências, edificadas justamente nos terrenos que, com o correr dos tempos, foram sendo aplainados, na parte antes murada.

O patrono, Inácio Pereira Duarte Carneiro, iniciou, em 1814, a construção de uma estrada ligando esta capitania a Ouro Preto e Mariana, "o mais arrojado e temerário empreendimento praticado pela monarquia ao Espírito Santo".

Quando da proclamação da independência do Brasil, no cargo de comandante das Armas, em Vitória, teve que enfrentar os inimigos da Junta do Governo Provisório (1822), vencendo-os. Era homem sincero, trabalhador e corajoso, daí ter seu nome reverenciado pelos historiadores capixabas.

 

Fonte: Logradouros antigos de Vitória, 1999 – EDUFES, Secretaria Municipal de Cultura
Autor: Elmo Elton
Compilação: Walter de Aguiar Filho, outubro/2017

Bairros e Ruas

Rua Sete de Setembro (ex-rua da Várzea)

Rua Sete de Setembro (ex-rua da Várzea)

Partia da Prainha (largo da Conceição) e terminava na rua da Capelinha (atual Coronel Monjardim), hoje se alongando até a Fonte Grande. Foi por muitos anos apenas residencial, com uma ou outra casa de negócio

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Escadaria Maria Ortiz (ex-ladeira do Pelourinho) – Por Elmo Elton

Maria Ortiz era filha de Juan Orty y Ortiz e Carolina Darico, nasceu em Vitória em 1603, tendo falecido na vila em 1646

Ver Artigo
Praça João Clímaco (ex-praça Afonso Brás) – Por Elmo Elton

Em 1910, Jerônimo Monteiro, quando o logradouro tinha o terreno inclinado, para aplainá-lo, construiu-se um muro de arrimo, coroado por balaustrada, fronteiro à atual Rua Nestor Gomes

Ver Artigo
Praça D. Luiz Scortegagna (ex-largo da Matriz) – Por Elmo Elton

O largo da Matriz não tinha calçamento, era de chão batido. Desaparecidas as ruas 2 de Dezembro e Domingos Martins, a área, antes exígua, se ampliou 

Ver Artigo
A Barra do Jucu de há pouco

Didi do Barramar é eleita Miss Terceira Idade do ES. Atletas campeões mundiais como Renato Costa e Neymara são festejados. Jornalistas residentes como Pedro Maia, Rubinho Gomes e Eustáquio Palhares, prestigiam a Barra

Ver Artigo
Rua Marcelino Duarte – Por Elmo Elton

Das casas comerciais de que dispunha esta artéria citam-se a Casa Madame Prado e também o Clube de Regatas Álvares Cabral, todos dando frente para a Praça Costa Pereira 

Ver Artigo