Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Convento São Francisco é restaurado pela Vale

O projeto de restauro contou com o patrocínio da Vale, por meio da Lei Rouanet - 08 de julho de 2013

As obras de restauração da fachada principal do Convento São Francisco, no centro de Vitória, foram concluídas após nove meses de trabalhos. Fruto de uma parceria da Vale com a Arquidiocese de Vitória, o projeto recebeu investimento de R$ 435 mil, repassados por nossa empresa por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). A reinauguração do convento, o segundo mais antigo do Brasil, ocorreu em 08 de julho de 2013.

Durante a entrega da obra, o diretor de Pelotização Maurício Max destacou que o objetivo da parceria é preservar o patrimônio histórico capixaba e valorizar a memória arquitetônica e cultural do convento. “É um orgulho para nossa empresa investir neste projeto”, afirmou. O evento foi prestigiado por autoridades, entre elas o vice-governador do Espírito Santo Givaldo Vieira. “A Vale demonstra grande sensibilidade na decisão de apoiar o restauro do Convento São Francisco, contribuindo para o resgate histórico e cultural de um importante monumento capixaba”, disse Givaldo.

Iniciada em outubro do ano passado, a intervenção, executada pela empresa Empório Capixaba, incluiu a recuperação do reboco e da pintura das paredes da fachada principal do Convento (frontispício), a manutenção do telhado da igreja e da capela e a melhoria da rampa para acesso de pessoas com dificuldade de locomoção, além da demolição de uma imensa parede de lajotas na parte frontal do edifício para a recuperação das características originais do monumento, que foram alteradas em 1925. Além do convento, a Vale vem contribuindo, nos últimos anos, para a revitalização do centro de Vitória, apoiando o restauro do Palácio Anchieta, Ponte Florentino Avidos (Cinco Pontes), Hotel Majestic, entre outros importantes monumentos.

 Histórico

O Convento São Francisco, que começou a ser construído no século XVI, é o segundo mais antigo do Brasil, atrás apenas do de Olinda, em Pernambuco. Tombado pelo Conselho Estadual de Cultura como Patrimônio Arquitetônico Capixaba em 1983, o conjunto é hoje ocupado pelas atividades administrativas da Arquidiocese de Vitória e pela organização de assistência social Cáritas Arquidiocesana.

Visitação

O monumento histórico é aberto à visitação de terça a domingo, das 9h às 17h, com entrada gratuita. E quem passar por lá, às 12h ou 18h, também pode escutar o sino, que desde o século XVIII, tradicionalmente, badala nesses horários.

 

Fonte: Vale@informar - Veículo de comunicação interna da Vale
Compilação: Walter de Aguiar Filho, julho/2013



GALERIA:

📷
📷


Igrejas

Construção de Igrejas pelos Jesuítas no ES

Construção de Igrejas pelos Jesuítas no ES

Foi na igreja da Misericórdia que foram inumados os restos mortais de Vasco Fernandes Coutinho. É o que se deduz da seguinte nota (Mário Freire, Capitania do Espírito Santo, p. 82)

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

História da Igreja no Brasil – Fundação Jones dos Santos Neves

O livro apresenta uma análise pormenorizada do confronto cultural entre o português conquistador

Ver Artigo
A Igreja de Santiago – Governo Jerônimo Monteiro

A reforma administrativa do Estado, operada por Jerônimo Monteiro, exigiu mais espaço para as repartições públicas

Ver Artigo
Preço Alto

A Construtora Andrade Gutierrez recupera a capela de São João Batista, construída no sec. XVI, na Serra, pelos Jesuítas, mas recebe em troca autorização para obras de terraplenagem

Ver Artigo
Bate-papo em frente a Igreja do Rosário – Por Dijairo Gonçalves Lima

A palavra rosário, na forma como é atribuída a Nossa Senhora, tem um sentido místico muito bonito. Significa: "o jardim das rosas de Maria"

Ver Artigo
A Igreja de Araçatiba - Por Heribaldo Balestrero

As grandes festividades à sua padroeira, a milagrosa N. S. da Ajuda, em cuja festa realizada a 08 de setembro de 1849, segundo consta, teve lugar a apresentação da igreja restaurada por Sebastião Vieira Machado

Ver Artigo