Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Escadaria da Misericórdia (ex-ladeira da Misericórdia)

Praça da Misericórdia, em frente ao Palácio Anchieta, em 1908. a Igreja da Misericórdia foi demolida e, em seu lugar, construída a antiga Assembleia Legislativa. Hoje é a Praça João Clímaco.

A ladeira começava no final da Rua Duque de Caxias e terminava no adro da igreja de Nossa Senhora da Misericórdia, demolida no governo de Jerônimo Monteiro, para construção, no local, da Assembléia Legislativa É logradouro desde os fins do século XVI. Suas casas, pequeninas e baixas como eram quase todas as construções coloniais de Vitória, foram postas abaixo parte no governo de Jerônimo Monteiro, parte no de Florentino Avidos, este responsável pela construção de várias escadarias da cidade inclusive a da Misericórdia.

Do começo dessa ladeira partia estreito caminho que dava para o mar: — o beco Manuel Alves. Recebeu este nome porque, aí, dito senhor atracava pequena embarcação, em cais improvisado, lugar, também, para despejo de "tigres", assim chamados os barris de cocô que, trazidos das residências centrais da cidade, eram, dali e de outros pontos, atirados à baía, em horas de maré vazante.

 

Fonte: Logradouros antigos de Vitória, 1999 – EDUFES, Secretaria Municipal de Cultura
Autor: Elmo Elton
Compilação: Walter de Aguiar Filho, outubro/2017

Bairros e Ruas

Rua Imaculada Conceição (ex-ladeira da Tapera) - Por Elmo Elton

Rua Imaculada Conceição (ex-ladeira da Tapera) - Por Elmo Elton

A ladeira começava na Rua da Lapa, atual Thiers Veloso, e terminava no caminho de São Francisco, hoje rua Dom Fernando

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Escadaria Maria Ortiz (ex-ladeira do Pelourinho) – Por Elmo Elton

Maria Ortiz era filha de Juan Orty y Ortiz e Carolina Darico, nasceu em Vitória em 1603, tendo falecido na vila em 1646

Ver Artigo
Parque Moscoso (ex-Campinho) - Por Elmo Elton

O aterro do Campinho, local primitivamente chamado Lapa do Mangal, área pantanosa, foi ativado, a partir de 3 de setembro de 1888, quando presidente da província o Dr. Henrique Ataíde Lobo Moscoso

Ver Artigo
Os nomes de ruas do bairro São Pedro – Por Geert A. Banck

Muito interessante é o caso da rua do Grito, uma inversão política da liderança comunitária, o povo foi sempre oprimido, mas agora chegava  a hora da “nossa” independência, do “nosso” grito: do “grito do povo”

Ver Artigo
Avenida Jerônimo Monteiro (ex-rua da Alfândega)

Atualmente, é a principal artéria central de Vitória. Chamou-se, antes, Rua da Alfândega, sendo que, em 1872, passou a denominar-se Rua Conde D'Eu

Ver Artigo
Avenida Florentino Avidos (ex-rua do comércio)

A primitiva rua do Comércio, que data do século XVII, tinha começo na General Osório e ia até o cais Schmidt

Ver Artigo