Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Pedra do Cruzeiro - Por Jair Santos

Cruz na Pedra do Cruzeiro, 1950 - Foto: Hugo Musso

Trata-se de um imponente maciço de granito que separa a Prainha da pequena Praia de Inhoá. Hoje é a grande pedra localizada entre a Escola de Aprendizes-marinheiros e a antiga Praça da Bandeira, no centro da vila antiga. Os irmãos José Luiz Serrano Schneider e Maria Helena Schneider Bastos Vieira, [relatos 1997] que moravam na região na casa que seus pais no lado sul desta grande pedra, afirmam o seguinte: até a metade deste século existia no cume dessa pedra uma grande cruz de madeira com inscrição que assinalava a data e o nome da missão religiosa que visitava o Convento de Nossa Senhora da Penha.

Dado seu tamanho, não devia ser entregue no recinto da Igreja do Convento da Penha (em pagamento de promessas alcançadas). A grande cruz foi ali deixada, sendo dedicada à santa e oferecida à cidade em testemunho público pela graça alcançada.

Para bem protegê-la foi construída uma grade de ferro trabalhado, fixada em quatro pilares de alvenaria encimados por capitéis e espaçados cerca de dois metros e meio entre si, em quadrado e devidamente caiados.

Nos primeiros anos da década de 50, a cruz tombou por falta de conservação e não foi mais reerguida.

 

Fonte: Vila Velha, Onde começou o Estado do Espírito Santo, ano 1999
Autor: Jair Santos
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2015



GALERIA:

📷
📷


Prainha

Aterro da Prainha – Por Jair Santos

Aterro da Prainha – Por Jair Santos

A Enseada da Prainha, onde aportou Vasco Fernandes Coutinho, está se transformando em imenso aterro, sem qualquer objetivo técnico ou interesse estético

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Banho de Mar na Prainha

Entre o Cais das Timbebas e o Exército, de frente para a subida do Convento da Penha (ladeira das 7 voltas), havia uma pequena, linda e bucólica praia conhecida como Praia das Timbebas

Ver Artigo
Cemitério da Praínha

No local foi enterrado o primeiro donatário da capitania do Espírito Santo, Vasco Fernandes Coutinho. Tudo leva a crer que esse foi o primeiro cemitério de Vila Velha

Ver Artigo
Aterro da Prainha – Por Jair Santos

A Enseada da Prainha, onde aportou Vasco Fernandes Coutinho, está se transformando em imenso aterro, sem qualquer objetivo técnico ou interesse estético

Ver Artigo
Enseada da Prainha – Por Jair Santos

Esse é o nome do ancoradouro original onde aportou, em 1535, o donatário da capitania do Espírito Santo

Ver Artigo
Pedra do Cruzeiro - Por Jair Santos

Trata-se de um imponente maciço de granito que separa a Prainha da pequena Praia de Inhoá

Ver Artigo