Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Os grandes centros tropeiros – Por Ormando Moaraes

Os grandes centros tropeiros – Por Ormando Moaraes

Alegre, Mimoso, Muqui, Guaçuí, Colatina, Castelo, Cachoeiro de Itapemirim, Santa Leopoldina, Alfredo Chaves, lconha, Baixo Guandu e Iúna...

Atividades dos Tropeiros – Por Ormando Moraes

Atividades dos Tropeiros – Por Ormando Moraes

O seleiro era um artesão de muita habilidade na fabricação de selas e de todo o arreamento necessário ao animal de carga

Roubo de animais no tempo dos Tropeiros – Por Ormando Moraes

Roubo de animais no tempo dos Tropeiros – Por Ormando Moraes

Essa prática criminosa tinha mais a característica de furto, visto que os animais eram levados sorrateiramente, às escondidas

Medicina tropeira – Por Ormando Moraes

Medicina tropeira – Por Ormando Moraes

A medicina tropeira voltada para os animais e não para os tropeiros

O comércio de muares – Ormando Maraes

O comércio de muares – Ormando Maraes

Os comerciantes de muares eram chamados muladeiros e eles vendiam tanto animais chucros para serem adestrados pelos compradores, quanto muares já preparados e arreados

Impostos e taxas – Por Ormando Moraes

Impostos e taxas – Por Ormando Moraes

No período áureo das tropas no Espírito Santo, foi mínima a intervenção e a participação do Estado na atividade tropeira

Amores de Tropeiros – Por Ormando Moraes

Amores de Tropeiros – Por Ormando Moraes

Um desses amores nasceu lá pelos lados da região de Arataca. Um jovem tropeiro despertou o coração da filha de um abastado fazendeiro

Os cometas - Por Ormando Moraes

Os cometas - Por Ormando Moraes

Os "cometas", assim denominados os viajantes comerciais, porque apareciam nas cidades do interior de tempos em tempos

Monografia sobre o Morro do Moreno

Monografia sobre o Morro do Moreno

Vamos ajudar o Douglas Barcellos de Oliveira a finalizar a sua monografia sobre o Morro do Moreno? É só responder o questionário e enviar!

Linguajar do tropeiro – Por Ormando Moraes

Linguajar do tropeiro – Por Ormando Moraes

Por influência do mineiro, que colonizou grande parte do interior do Espírito Santo, a palavra mais usada por nossos tropeiros em todas as ocasiões, era a interjeição uai