Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Banda de Música - 10 mais antigas

BANDA MUSICAL LYRA DE OURO, 1922 - Foto: HERÁCLIDES PEREIRA GONÇALVES,

1.Banda da Polícia Militar do Estado. Criada pela Lei nº 4 de 13 de setembro 1850, no governo do Presidente da Província Capitão-Tenente Felipe Pereira Leal. Compunha-se de elementos civis. Coube ao Presidente. Moniz Freire, 1902, dar-lhe caráter militar, sugestão do então Comandante Cel. Orozimbo Correia. Em 1921, o Presidente Nestor Gomes convidou o maestro Álvaro Coutinho de Freitas para reorganizá-la, comissionando no posto de 2º Tenente. O Governador Jones Santos Neves pela Lei de 24 de dezembro 1951, por sugestão do então Comandante-Geral da Polícia, Coronel Mauricio Leal da Silva (do Exército), deu-lhe a estrutura atual.

Fonte de estudo: “Pequena História da Banda da Policia Militar do Estado” pelo Coronel Dr. Alfredo Pacheco Barroca. Vitória. Agosto de 1964. “Almanaque da Policia Militar”. Publicação oficial. Vitória. 1956.

2) Banda Militar do 3º B.C. Criada em 15 de setembro de 1932, sendo seu primeiro Comandante o 2º Tenente músico Raulino Cordeiro. Do seu corpo de músicos, 15 são naturais do Espírito Santo. Compunha-se inicialmente de 24 figuras. É, ao lado da Banda da Polícia Militar, uma das melhores do Estudo. Possui repertório escolhido e muito aplaudido nos concertos, retretas e exibições públicas.

Fonte para Estudo: Informação oficial do atual Comandante do 3 B-C., Tenente Coronel Venâncio Alves da Cunha, a pedido do autor deste livro. “Bandas Militares” do Coronel Medeiros de Azambuja. Salvador, Bahia. 1940. “Dicionário Musical” do Prof. Eunápio Fitipaldi. Rio. 1946.

3) Sociedade Musical Lira de Ouro. Da cidade de Cachoeiro de Itapemirim. Fundada em 6 de novembro de 1917. Foi seu primeiro regente o Maestro Euclides Xavier. É uma das mais antigas do Estado. Dela têm saído vários mestres de Música, regentes de outras Bandas do Estado.

4) Sociedade Musical 29 de Julho. É também da cidade de Cachoeiro de Itapemirim. Foi seu primeiro regente o Maestro Manoel Amaro. É considerada uma das melhores do Estado. Possui precioso arquivo.

5) Banda de Música Santa Cecilia. Da cidade de Conceição do Castelo. Teve como primeiro regente o Maestro João Batista que era, também, compositor. Foi fundada em 1 de maio de 1927.

6) Banda Musical Oliveira Filho. Seu nome representa uma homenagem ao Maestro Oliveira Filho, seu organizador e primeiro Maestro. É hoje dirigida pelo Maestro Adolfo Barbosa Serra, que é também compositor e orquestrador. É da cidade de Conceição da Barra, tendo sido fundada em 15 de outubro de 1938. Possui excelente sede própria e organização modelar, que lhe foi dada pelo atual regente já referido.

7) Lira Muniz-freirana. É da cidade de Muniz Freire. Foi fundada em 29 de setembro de 1935. É dirigida pelo Maestro José Carlos de Figueiredo. Dispõe de instrumental moderno.

8) Lira Carlos Gomes. Tem a sua sede na cidade de Alegre. Foi fundada pelo Círculo Operário da Cidade em 10 de julho de 1919. É dirigida pelo Maestro Izaltino Pacheco. Está colocada entre as melhores do interior do Estado.

9) Lira Guanduense. É da cidade de Baixo-Guandu. É dirigida pelo Maestro Aloisio Gonçalves Pereira. Foi fundada em 23 de dezembro de 1954. Possui já repertório precioso. Dela têm saído vários mestres de Música.

10) Lira Ferroviária Prof. Francisco Sá Lessa. Tem a sua sede no Município de Cariacica, no Distrito de Itaquari. É atualmente dirigida pelo Maestro Almir Figueiredo Brandão. Foi fundada em 6 de julho de 1957.

Fonte para estudo:- “Bandas de Música do Espírito Santo. “Notas do Dr. José Leão Borges, segundo informações dos Prefeitos Municipais do Estado. Vitória. 1950. “Bandas de Música”. Crônica do Prof. Dr. Guilherme Santos Neves, no Jornal “A Gazeta” de setembro de 1962, Vitória. “Músicos espírito-santenses” do Prof. Dr. Wilson Martins Moreira, Vitória, 1965.

 

Academia Espírito-Santense de Letras

Ester Abreu Vieira de Oliveira (Presidente)

João Gualberto Vasconcellos (1° Vice-Presidente)

Álvaro José Silva (1° Secretário)

Marcos Tavares (1° Tesoureiro)

Secretaria Municipal de Cultura - Prefeitura de Vitória

Lorenzo Pazolini (Prefeito Municipal)

Estéfane da Silva Franca Ferreira (Vice-Prefeita)

Luciano Pícoli Gagno (Secretário Municipal de Cultura)

Elizete Terezinha Caser Rocha (Coordenadora da Biblioteca Municipal Adelpho Poli Monjardim)

Conselho Editorial

Adilson Vilaça

Álvaro José Silva

Ester Abreu Vieira de Oliveira

Elizete Terezinha Caser Rocha

Fernando Achiamé

Francisco Aurelio Ribeiro

Getúlio Marcos Pereira Neves

Organização e Revisão

Francisco Aurelio Ribeiro

Capa e Editoração

Douglas Ramalho

Impressão

Gráfica Espírito Santo

Imagens

Arquivos Pessoais

Fonte Foto: Fábio Pirajá - Facebook - Memória Capixaba - "CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - 1922 - BANDA MUSICAL LYRA DE OURO - Foto que pertenceu originalmente ao primeiro CACHOEIRENSE AUSENTE Nº 1 - HERÁCLIDES PEREIRA GONÇALVES, cedida por Bruno Fajardo Lima, a quem agradeço."

Fonte do Livro: O Estado do Espírito Santo e os Espírito-santenses - Dados, Fatos e Curiosidades (os 10 mais...) - 4° Edição (Reedição da 3ª ed. de 1971)

Autor: Eurípedes Queiroz do Valle

Compilação: Walter de Aguiar Filho, Maio/2022

 

 

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Festejos de Natal: Reis

O Reis foi introduzido em Vila Velha pelo Padre Antunes de Sequeira. Filho de Vitória, onde nascera a 3 de fevereiro de 1832

Ver Artigo
Recordações do Arraiá

Festa antonina (Santo Antônio) realizada no dia 13 de junho de 1937, em Aribiri (Vila Velha), na chácara onde residia o Dr. Armando Azevedo, aqui nos versos tratado como "cumpade".

Ver Artigo
Todos na Festa Junina!

Confira a transcrição de matéria publicada no jornal A Gazeta em 27 de junho de 1961, sobre a festa do dia 17 de junho de 1961: Festa Junina no Ginásio "São José"

Ver Artigo
A Polícia Militar na Historiografia Capixaba - Por Gabriel Bittencourt

A Policia Militar jamais suscitou tanta evidência, seja na imprensa ou no seio da comunidade cultural, como neste ano em que comemora 150 anos de existência

Ver Artigo
A Consolidação do Processo da Independência no ES

O Norte da Província: uma região estratégica

Ver Artigo