Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Folclore e Lendas Capixabas

Simpatias de São João

Simpatias de São João

Um santo muito comemorado no mês de junho é São João. Esse santo é o responsável pelo título de "santo festeiro"

Caboclo Armojo

Caboclo Armojo

Como concentrar numas poucas frases esse gigante da sabedoria e bondade, amigo de seus amigos, igual a seus iguais, à gente humilde de Conceição da Barra

O Folclorista Capixaba - Por Kátia Bóbbio

O Folclorista Capixaba - Por Kátia Bóbbio

Quero muita inspiração para falar com ternura num ilustre literato e contador de bravura, além de grande folclorista, mestre na literatura

Correspondência entre Escritores

Correspondência entre Escritores

Última carta escrita por nosso saudoso consócio Guilherme Santos Neves ao amigo Hermógenes Lima Fonseca

Conversa Barrense - Por Bernadette Lyra

Conversa Barrense - Por Bernadette Lyra

Quando esta crônica estiver publicada, já passou do tempo em que, numa camurcenta tarde cor de milho dourada, Hermógenes Fonseca voltou de uma vez para Conceição da Barra

Dos anjos e das estrelas coroado - Por Luiz Guilherme Santos Neves

Dos anjos e das estrelas coroado - Por Luiz Guilherme Santos Neves

No correr da solenidade, foi-lhe passada a palavra. Com aquele jeitão que lhe era peculiar, tocado pela emoção das referências que já lhe tinham sido feitas, limitou-se simplesmente a dizer: - Minhas senhoras e meus senhores, tenho dito. E precisava dizer mais?

Hermógenes – Por Renato Pacheco

Hermógenes – Por Renato Pacheco

Conceição da Barra se chamava Barra de São Mateus e lá Hermógenes nasceu, no sítio das Perobas, em 12 de dezembro de 1916

Superstições

Superstições

Para cada momento, criou a imaginação popular, na sua eterna ingenuidade um punhado de superstições, transmitidas de geração a geração, séculos afora

Xilohermógenes

Xilohermógenes

Quando Maciel me convidou para participar deste livro, contando um pouco, para quem não o conheceu, do Hermógenes

Renato Pacheco em literatura de cordel - Por Kátia Bobbio

Renato Pacheco em literatura de cordel - Por Kátia Bobbio

Ele sempre pesquisava / Todo festejo que havia, / Fazia os apontamentos / Que o próprio povo dizia, E o primeiro boletim / Sobre o folclore nascia