Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Os Passos de Anchieta

Começará nos próximos dias a décima quarta edição de uma das maiores caminhadas da América Latina: os Passos de Anchieta. O passeio revive o caminho de 105 quilômetros feito pelo beato José de Anchieta de Vitória até a cidade que leva seu nome.

A partida será no dia 23 de junho, às 7h, na Catedral Metropolitana de Vitória. São 4 dias de caminhada, com paradas na Barra do Jucu, Setiba, Meaípe, com chegada na Igreja Matriz de Anchieta, na tarde do dia 26 de junho. Uma extensa programação cultural foi preparada.

Milhares pessoas, inclusive de outros países, são esperadas para percorrer o caminho - a maior parte, à beira-mar - a pé, de bicicleta, a cavalo ou por mar, em caiaques e barcos.

Ao percorrer a tradicional trilha, o participante é presenteado com belas paisagens de praias e monumentos históricos, como a própria catedral e o Convento da Penha. O objetivo é fazer desta uma rota permanente de caminhada. A inscrição  pode ser feita no site da Abapa: www.abapa.org.br 

 

Confira a programação:

Saída:
1º Dia Catedral de Vitória 7:00 h. - Concentração
7:30 h. - Aquecimento Físico e partida

2º Dia Praça da Barra do Jucu 7:00 h. - Concentração
7:30 h. - Aquecimento Físico e partida

3º Dia Praia de Setiba 7:00 h. - Concentração
7:30 h. - Aquecimento Físico e partida

4º Dia
Chegada: Praia de Meaipe 7:00 h. - Concentração7:30 h. - Aquecimento Físico e partida
Santuário de Anchieta 13:00 h. - Saudação de Chegada
13:30 h. - Missa dos ANndarilhos 

 

 

Links relacionados:

 A cidade de Anchieta 
 Ruínas em Anchieta 
 Fotos dos Passos de Anchieta 
 Histórias fabulosas
 Pontos turísticos
 Cuidados com a saúde
 ABAPA

Variedades

Riacho – Por Monsenhor Eurípedes Pedrinha, em 1891

Riacho – Por Monsenhor Eurípedes Pedrinha, em 1891

A vila, situada embora em sítio alagadiço, apresenta, todavia vário e agradável aspecto. A estas frondosas matas vestem terreno arenoso...

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Proclamação da República e o Espírito Santo

A despeito de não ter havido a participação popular, a Proclamação da República não se explica pelo ato de Deodoro da Fonseca

Ver Artigo
Sítio da Família Batalha – Por Edward Athayde D’Alcântara

Constituído de uma pequena gleba de terras de um pouco mais de três alqueires e meio (173.400,00 m²), fica localizado às margens do Rio da Costa

Ver Artigo
O Exército Brasileiro em solo Espiritossantense

A nova denominação de 3º Batalhão de Caçadores veio do Decreto nº 13.916, de 11 de dezembro de 1919, permanecendo com a mesma, até 24 de janeiro de 1949 

Ver Artigo
Praia do Ribeiro e Ilha da Baleia – Por Edward Athayde D’Alcântara

A ilha da Baleia no período do Brasil Império e Colônia foi considerada como ponto estratégico para defesa da Capitania

Ver Artigo
Capítulo III - A viagem a Capitania do ES pelo Príncipe Maximiliano de Weid-Neuwied

Maximiliano e sua comitiva partem rumo ao “desconhecido”, em de novembro de 1815

Ver Artigo