Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Índios – Colonos alemães

Índios – Colonos alemães

A existência de numerosas tribos de botocudos na região atravessada pela estrada Espírito Santo-Minas era a causa principal do seu abandono 

Jesuítas, índios e Cabo Frio

Jesuítas, índios e Cabo Frio

Após a obtenção de uma sesmaria para os seus índios – em 1610 – que sobreveio o período de prosperidade local, ainda hoje atestada pela igreja

Índios semeiam o terror na capitania de Vasco Fernandes

Índios semeiam o terror na capitania de Vasco Fernandes

Estudando a quadra que se seguiu ao regresso de Vasco Coutinho(1555), escreveu Misael Pena que os habitantes da capitania estavam “dispersos por seus sertões”

Rio Doce - Os índios

Rio Doce - Os índios

A Capitania do Espírito Santo era a mais próxima das minas auríferas, rota ideal para o contrabando e a sonegação de impostos

Remanescentes neolíticos do índio – Por Levy Rocha

Remanescentes neolíticos do índio – Por Levy Rocha

Os cemitérios indígenas, onde outrora era relativamente fácil escavar uma urna funerária, tornaram-se extremamente raros

Os Botocudos – Por Celso Perota

Os Botocudos – Por Celso Perota

Os botocudos surgem na região Norte do Espírito Santo, nos vales dos rios Doce, Cricaré e Itaúnas

Os vários grupos de índios – Por Celso Perota

Os vários grupos de índios – Por Celso Perota

Habitaram a área do atual Estado do Espírito Santo representantes de dois troncos lingüísticos: o tupi-guarani e o jê

Airemá e a Pedra do Oratório - Por Maria Stella de Novaes

Airemá e a Pedra do Oratório - Por Maria Stella de Novaes

Distanciaram-se cautelosamente do mar. Em explorações, nas vizinhanças do Penedo, andaram, subiram, aqui, desceram, ali

Índios – Por Monsenhor Pedrinha, em 1891

Índios – Por Monsenhor Pedrinha, em 1891

A índia era ligeiramente morena, esbelta, galharda, de uma sisudez misturada com jovialidade, feições delicadas e galanteamento simpática

Heranças dos índios aos capixabas

Heranças dos índios aos capixabas

Em todo o Brasil, somos conhecidos por "capixabas". "Capixaba" significa, na língua tupi-guarani, "plantação", "roçado", "lavoura", "preparação da terra para plantar"