Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Folia de Reis

Reis Magos

Os bonecões, o Boi Pintadinho, o Bicho Jaraguá "de corpo de gente e cabeça de animá", as danças de quadrilha, as rodas negras do Jongo tantas vezes organizadas para saudar Santo Antônio e, principalmente, as Folias de Reis que, a cada ano, revivem na fé a viagem dos três Reis Magos a Belém, para visitar o Cristo nascido.

Essas são apenas algumas das manifestações culturais que fazem da região da Bacia do Rio Itabapoana um caldeirão de culturas, em que se mesclam elementos religiosos e profanos. A pesquisa e o resgate de todo esse universo de simbolismo foi realizado em 2007 pelo Projeto Resgate Cultural da Bacia do Rio Itabapoana, uma iniciativa do Sebrae do ES, Minas Gerais e Rio de Janeiro, por meio da Fundação de Arte de Ouro Preto.

Ao todo, foram 19 município pesquisados e 24 oficinas ralizadas. O trabalho reuniu pesquisadores, fotógrafos, escritores e historiadores, alémde 420 alunos, paróquias e associações de artesãos.

"Por meio do projeto foram identificados os mestres detentores de saberes e afazeres tradicionais, que se encontram em risco de desaparecimento na região", explicou Frei Damião, diretor-presidente do consórcio da bacia do Rio Itabapoana.

Ele lembrou que o município realiza o maior encontro de Folias de Reis do país, que reúne 90 folias de Reis do Rio, Minas, São Paulo, Bahia e ES.

Em São Pedro do Itabapoana, Mimoso do Sul, as rodas de sanfona e viola são comuns nas esquinas e bares e dão harmonia sonora ao cenário remanescente do ciclo cafeeiro: uma igrejinha do final do século 19 ao centro e, ao redor, o belo casario preservado sobre ruas de pedra. Há 20 anos, o povoado foi tombado como patrimônio cultural e, há 10, sedia o Festival de Inverno de Sanfona e Viola. O evento reúne músicos e turistas de todo o país.

Fonte: A Tribuna (07/10/2007)

Nota do Site: Esperamos que o novo prefeito de Vila Velha pesquise tantas iniciativas que têm dado certo na área de cultura e folclore do país e incremente a cultura e turismo da nossa cidade, principalmente na região da Prainha. Que, além de usar nosso site como fonte de pesquisas, entre em contato com os moradores mais antigos da cidade e ouça as contribuições que eles têm a dar para o resgate da cultura capixaba. 

Clique sobre os links abaixo e conheça um pouco mais da memória viva da cidade:

>> Edward D'Alcântara 
>> Arnaldo Barros 
>> Fernando Oliveira

LINKS RELACIONADOS:

 Mitos e Lendas de Vila Velha
 Folclore de Vila Velha 
 Antigos Festejos de Vila Velha  
>> Festejos de Natal: Reis  
>> Folclore Capixaba   
>>  Memórias de um canela-verde 
>> Rios do ES 

História do ES

A República dos Coronéis no ES

A República dos Coronéis no ES

No Espírito Santo, a família Monteiro, que representava o grupo e os interesses dos cafeicultores, monopolizou o poder político de 1908 a 1930

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Mata Virgem – Por Auguste François Biard (Parte IV)

Tinham me falado, várias vezes, desde que chegara ao Brasil, de uma terrível cobra, a maior das trigonocéfalas, conhecida pelo nome de surucucu

Ver Artigo
Por que Morro do Moreno?

Desde o início da colonização do Espírito Santo, o Morro do Moreno funcionava como posto de observação assegurando a defesa de Vila Velha e de Vitória

Ver Artigo
A Ilha de Vitória – Por Serafim Derenzi

É uma posição privilegiada para superintender, como capital e porto, os destinos políticos e econômicos do Estado de que é capital

Ver Artigo
A história do Jornal A TRIBUNA

Conheça a história do jornal A TRIBUNA, publicada na resvista da Associação Espírito-Santense de Imprensa (AEI) em 12/2008

Ver Artigo
Intervenção federal - Governo Nestor Gomes

A vinte e seis de maio de 1920 começou a luta armada na Capital, com elementos da Força Policial dividida entre as duas facções 

Ver Artigo