Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Pedro Palácios – Por Norbertino Bahiense

Pedro Palácios – Por Norbertino Bahiense

Em 1864, Frei Teotônio de Santa Humiliana, o último guardião do Convento, mandou colocar na gruta a seguinte lápide

Da Carta de Anchieta de 1584 – Por Norbertino Bahiense

Da Carta de Anchieta de 1584 – Por Norbertino Bahiense

As CARTAS JESUÍTICAS constituem fontes preciosas da história do Brasil nascente. Entre elas, vamos buscar uma de Anchieta, do ano de 1584

Pedro Palácios, o São Francisco de Assis do Brasil

Pedro Palácios, o São Francisco de Assis do Brasil

Fundador do santuário de Nossa Senhora da Penha, seu nome recorda as doces figuras dos ermitões de outrora

As Festividades da Penha – Por Heribaldo Lopes Balestero

As Festividades da Penha – Por Heribaldo Lopes Balestero

Gottfrio Alberto Anders prestou homenagem à memória de Frei Pedro Palácios, inaugurando-lhe a estátua na praça fronteira ao pórtico, na Prainha

Visitantes Ilustres do Convento da Penha – Os Primeiros (Parte I)

Visitantes Ilustres do Convento da Penha – Os Primeiros (Parte I)

Outras personagens lá estiveram e entre elas a própria Dona Luísa Grinalda, que, como Governadora da Capitania

Origem do nome Convento da Penha

Origem do nome Convento da Penha

Nossa Senhora da Penha era o cognome da Nossa Senhora dos Prazeres ou das Alegrias, amplamente venerada pelos fiéis que cultuavam Maria Santíssima. Os antigos portugueses a veneravam como Nossa Senhora da Penha de Cintra,

Os primórdios do Convento da Penha

Os primórdios do Convento da Penha

Fato comovente, nos registros da Penha foi, sem dúvida, a romaria dos jesuítas Inácio de Tolosa, Luiz da Grã e outros companheiros, em 1573

Guia do Romeiro de Nossa Senhora da Penha

Guia do Romeiro de Nossa Senhora da Penha

Portão Velho - Foi construído em 1774. Por ele se entra na histórica "LADEIRA DAS SETE VOLTAS", primitivo caminho para o alto da montanha

Romarias e Festas da Penha

Romarias e Festas da Penha

Há notícias de que, três anos após aquela primeira festa - em 1573 - os jesuítas Luís da Grã e Inácio de Tolosa estiveram em romaria no alto da Penha, a fim de agradecer a Nossa Senhora tê-los salvado do naufrágio que sofreram na foz do rio Doce

Festa da Penha – Por Maria da Glória de Freitas Duarte

Festa da Penha – Por Maria da Glória de Freitas Duarte

A Festa tinha duas bandas de música locais, “Filofênica da Penha" e "Aliança Progressiva". Enquanto uma tocava no terraço do Convento, a outra funcionava em baixo, na cidade