Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

A queda do Porto de São Mateus – Por Fernando Schwab Firme

A queda do Porto de São Mateus – Por Fernando Schwab Firme

Projetos não são problemas e sim a definição de sua utilidade e sua elaboração em resposta a uma demanda efetiva

Do Espírito Santo para o mundo

Do Espírito Santo para o mundo

O Cais de Minério guarda muitas histórias, a começar pelas designações que possui. Alguns o chamam Cais do Atalaia

O que é o Fundap?

O que é o Fundap?

O Fundo é um sistema peculiar de incentivos ao desenvolvimento do Estado. Não se trata de um incentivo fiscal, porque não há bonificação, redução ou favor

Corredor Centro-Leste e os indutores do desenvolvimento

Corredor Centro-Leste e os indutores do desenvolvimento

O sucesso do CTCL é a disposição da Companhia Vale do Rio Doce de abrir a Estrada de Ferro Vitória a Minas a outras mercadorias que não sejam apenas o minério de ferro

Uma porta para o mar: a globalização e o comércio exterior

Uma porta para o mar: a globalização e o comércio exterior

Os Portos Capixabas representam cerca de 35% do Produto Interno Bruto do Brasil. São eles: O Porto de Vitória, o de Tubarão, o de Praia Mole, o de Ubu, o de Barra do Riacho e o de Regência

A força de tubarão

A força de tubarão

Antes de Tubarão, a indústria do Espírito Santo era pouco expressiva. Os maiores empreendimentos eram a Cofavi, a Garoto e a Braspérola

Demanda por minério fino gera construção de Paul e Tubarão

Demanda por minério fino gera construção de Paul e Tubarão

Os portos alternativos foram nascendo à medida que a movimentação de cargas ia exigindo mais espaços

Figueiredo assiste hoje à inauguração de Tubarão

Figueiredo assiste hoje à inauguração de Tubarão

A par de sua expressiva presença no cenário nacional como indutora de desenvolvimento, a usina será para nós em particular, um marco destinado a separar a história desse Estado em fases distintas

O Porto da Barra – o último suspiro da pujança econômica de Itapemirim

O Porto da Barra – o último suspiro da pujança econômica de Itapemirim

O trapiche da Barra foi construído por volta de 1860 pelo Barão De Itapemirim,, todo em estilo colonial, coberto por telhas vindas de Marselha, na França, com janelões e portas de pinho de riga vindos de Portugal

A história moderna do Porto de Vitória

A história moderna do Porto de Vitória

Os primeiros estudos sobre o porto de Vitória foram feitos pelo engenheiro norte-americano Milnor Roberts, em 1879